Menu

Crítica: Procurando Dory

Dory já chamava a atenção desde os primeiros anúncios ao público de Procurando Nemo. No  facebook, a página oficial da peixinha ultrapassa a marca de 25 milhões de curtidas. Com tanto seguidor – vale acrescentar que é também o maior record de curtida para personagem individual,  nada mais justo do que  dedicar um longa exclusivo as aventuras da jovem cirurgião patela que sofre de perda de memória recente.  E apesar da longa espera,  valeu a pena , afinal, quem resiste a Dory bebê?  

É realmente muito difícil encontrar defeito ou até mesmo apontar qualquer tipo de falha em animações. Claro FINDING DORY. ©2016 Disney•Pixar. All Rights Reserved.que o propósito nem é esse. Ao assistir uma animação a ideia é viajar, se deixar levar pela mágica. Tudo é sempre um universo a parte, lindo e  arranca lágrimas e sorrisos de  crianças e adultos.  Com Procurando Dory não é diferente.  O filme é uma delícia para assistir.   A sequência da franquia que se iniciou em 2003 repete o valor da amizade existente entre Dory, Marlin e Nemo e traz  como novas amizades também são importantes.   A história também se torna fantástica por mostrar mais do que simplesmente o lado todo atrapalhado e esquecido de Dory. Entre outras nuances, o filme também traz uma bela mensagem sobre superação de limites, força de vontade e como uma amizade verdadeira pode fazer a diferença.  Sem dúvidas é um ótimo filme,  talvez o único erro foi  a produção ter exagerado nos encontros e desencontros entre os personagens, o que tornou algumas cenas um pouco cansativas.     

No time de dublagem há nomes como Marília Gabriela que dá voz a locutora  do instituto de vida marinha  e  Antonio Tabet,  humorista e co-fundador do canal no Youtube "Porta dos fundos",  que interpreta Hank, um polvo que está em recuperação no instituto e que não quer de maneira alguma voltar ao oceano.  Além de buscar seus pais, Dory vai ajudar Hank a perder o medo do mar aberto e viver a vida sem grandes planos.  

 

 

                                                    

Formada em Jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi, faz aniversário em Setembro e sempre está lendo alguma coisa. É fã de cinema, games, tecnologia e esportes. Gosta de escrever e sempre está em busca de pautas legais para uma próxima matéria. É editora no Caderno Nerd e responsável pela criação do site.