Menu

Crítica – Horas Decisivas

Com grandes recursos cinematográficos, Horas Decisivas  propõe transportar a plateia para dentro desse suspense de ação pautado pelos relatos sobre o fatídico acidente com um navio tanque, o SS Pendleton, e o resgate  de mais de  30 de seus tripulantes  por um pequeno barco salva vidas  da Guarda Costeira norte-americana.

Com roteiro escrito a partir do livro homônimo de Michael J. Tougias e Casey Sherman,  Horas Decisivas narra os acontecimentos de 18 de fevereiro de 1952,quando após uma  avassaladora tempestade atingir a Nova Inglaterra, arrasando cidades litorâneas do leste e causando estragos pelo caminho.  Após a notícia do acidente com o navio tanque chegar em Chatham, Massachussetts,  em uma perigosa operação com poucas chances de sucesso, o oficial Daniel Cluff ordena que Bernie Webber, chefe da guarda costeira, reúna sua tripulação para partir no único barco salva-vidas disponível  em busca de sobreviventes.

O que esperar do longa –  Para quem se interessa por detalhes históricos, o filme realiza bem seu papel de mostrar a história dos envolvidos, mesmo que para isso, pequenos exageros entrem em cena.  Dirigido por Craig Gillespie,  o longa agrega ao roteiro fatos anteriores ao dia do acidente, traçando para a plateia  um breve perfil das pessoas envolvidas, como o capitão da Guarda Costeira, Bernie Webber, e do engenheiro assistente Ray Sybert, contracenados respectivamente por Chris Pine e Casey Affleck. Outro fator legal de se observar é que está em alta trazer aos cinemas histórias de conquistas e determinações femininas, bastando observar os recentes lançamentos como o filme Joy – O nome do sucesso. Em Horas Decisivas, a forte determinação de Miriam – uma jovem  que trabalha na central telefônica local e  namora o capitão da guarda costeira, ganha espaço em grandes cenas. Por ser um longa não ficcional, a personalidade de Miriam, vivida por Holliday Grainger  é algo que confirma que além de ser um filme que visa retratar  a história de um dos maiores resgates já conhecidos,  pode ser tido como um relato da mudança comportamental da mulher já  no início dos anos 50.  O filme é uma  produção Disney e chega aos cinemas no início de fevereiro.

Formada em Jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi, faz aniversário em Setembro e sempre está lendo alguma coisa. É fã de cinema, games, tecnologia e esportes. Gosta de escrever e sempre está em busca de pautas legais para uma próxima matéria. É editora no Caderno Nerd e responsável pela criação do site.