Menu

Tecnologia como cupido: app dá dicas de como “paquerar” um amigo

Os aplicativos sociais estão ganhando espaço no mercado, especialmente aqueles que oferecem uma ajuda a mais para chegar naquela crush não tão desconhecida. Pensando nisso, uma startup brasileira criou um facilitador na hora de quebrar a barreira quando o assunto é “paquerar um amigo”.

Desenvolvido com base nas experiências pessoais de seus três criadores, Se Crush é uma ferramenta que permite conectar o usuário com seus contatos do Facebook. Todo o processo é feito de forma confidencial, de modo que o crush não saberá a menos que o interesse seja mútuo.

Criado por três estudantes, de 19 e 20 anos, Rafael Hamoui, Alan Kovari e André Kurbet, a plataforma, lançada recentemente já alcançou 100 mil usuários e pretende atingir 1 milhão de downloads em seu primeiro ano

Criado por três estudantes, de 19 e 20 anos, Rafael Hamoui, Alan Kovari e André Kurbet, a plataforma, lançada recentemente já alcançou 100 mil usuários e pretende atingir 1 milhão de downloads em seu primeiro ano

O processo de desenvolvimento levou cerca de sete meses, de acordo com André Kurbet, Diretor de Produto e Sócio Fundador. “É um processo extremamente detalhista e trabalhoso. Este inclui, horas de criação de software e design gráfico. Além disso, usamos uma versão beta para testes com amigos, principalmente para estressar a plataforma e detectar erros, e fazer o processo de co-design com possíveis usuários.”  André afirma que o feedback tem sido positivo e que almeja mudar o mundo de uma forma que a timidez não seja mais uma barreira para que as pessoas sejam felizes.

Gratuita, a plataforma foi lançada recentemente e já alcançou 100 mil usuários. No entanto, o foco é transformar o aplicativo em um freemium app, com benefícios oferecidos em troca de pagamento. André defende que propaganda só para monetizar não é benéfica e procuram o modelo ideal de propaganda. O download está disponível tanto pela App Store quanto pela Goole Play.

Jornalista recém-formada pela Anhembi Morumbi, 25 outonos. Ariana convicta e fã de astrologia. Leitora compulsiva, geek em tempo integral e cinéfila de carteirinha. Pouca vivência no mundo real e muitas visitas fantasiosas. Gosta de pensar que a vida é uma eterna catarse.