Crítica | Case Comigo: amor ganha nova chance em comédia musical

O que torna uma pessoa ideal para outra? Quando pensamos no match perfeito, é comum considerar a aparência do parceiro, a química, personalidade, popularidade e, em alguns casos, até...

O que torna uma pessoa ideal para outra? Quando pensamos no match perfeito, é comum considerar a aparência do parceiro, a química, personalidade, popularidade e, em alguns casos, até as posses. Mas será que existe fórmula para o amor dar certo? Case Comigo (Marry Me, EUA, 2022), que estreia nesta quinta-feira (10) nos cinemas, indica que não existe receita perfeita, mas que com perseverança e mente aberta é possível encontrar romance.

Baseado na graphic novel de Bobby Crosby, o longa começa com os preparativos do casamento de pop star Kat Valdez (Jennifer Lopez, de Shades of Blue: Segredos Policiais) com o também astro Bastian (Maluma, cantor colombiano). Contudo, momentos antes de dizer “sim” em um show, Kat descobre uma traição do companheiro e, para não perder a viagem, decide prosseguir o matrimônio com um fã aleatório que segura um cartaz escrito “case comigo”.

Conto de fadas às avessas

O escolhido para subir ao altar é Charlie Gilbert (Owen Wilson, de Loki), um pacato professor de matemática. Divorciado e com dificuldades para se aproximar de sua filha, Lou (Chloe Coleman, de Aprendiz de Espiã), Charlie é tragado a um espetáculo midiático no qual todos os seus passos se tornam notícia e a opinião pública pesa sobre o início absurdo do novo casal. Em sua jornada, o rapaz passa de “plebeu” a um príncipe que deve estar à altura de Kat.

Com isso, é interessante ver Charlie e Bastian em perspectiva, uma vez que um é discreto e o outro conquista multidões. Olhando friamente, parece não haver sequer uma competição pela personagem de J-Lo. Porém, como o filme é feito para fazer o público acreditar no amor, o enredo capricha para valorizar o respeito, o carinho e os princípios de Charlie, virtudes que Kat não está mais habituada a ver por atrair pessoas muito devido a sua aparência e fama.

E, afinal, não é isso que todos queremos: alguém que nos faça sentir especial?

Romance por música

Se a música é o combustível que faz arderem paixões fora da ficção, na produção dirigida por Kat Coiro (It’s Always Sunny in Philadelphia) não é diferente. Da canção “Marry Me” composta com seu então noivo Bastian, Kat ressignifica sua jornada amorosa com “On My Way”, a partir de seu envolvimento com Charlie. Embora as duas músicas sejam lindas e a primeira dê título ao longa, é a segunda que dá peso emocional para a obra e embala todo o romance.

Com tudo isso, Case Comigo entrega uma narrativa leve, de diálogos divertidos, em que a mensagem final é: vale a pena dar uma chance para o amor, mesmo que pareça imperfeito.

Categories
Filmes
No Comment

Leave a Reply

RELATED BY