Crítica |Rainhas do Crime

Apenas como comentário, ou não, assistir “Rainhas do Crime” nos cinemas faz pensar sobre o surgimento do selo Vertigo da DC. O público mais novo talvez não tenha conhecimento...

Apenas como comentário, ou não, assistir “Rainhas do Crime” nos cinemas faz pensar sobre o surgimento do selo Vertigo da DC. O público mais novo talvez não tenha conhecimento de sua origem e a real importância. Criado em meados do anos 70, o selo classificava as HQs que tinham um conteúdo extremamente violento ou “apelativo”, sinalizando-os como leitura apropriada para adultos. Mas além desse fator de indicação, o selo era uma abertura no mercado para roteiristas – já que no período estava muito mais em alta HQs muito bem acabadas no quesito arte, mas nem tanto pela história. E o que tudo isso tem a ver? A produção da Warner/ Dc, Rainhas do Crime ( The Kitchen) é inspirada na HQ homônima que pertence ao selo e, assim como na história da origem da Vertigo, o longa tem como principal ponto um roteiro muito bem desenvolvido, desenvolvido por Andrea Berloff, que também dirige a produção.

Rainhas do Crime conta a história de três donas de casa no final dos anos 70, Kathy, Ruby e Claire, respectivamente, interpretadas por Melissa McCarthy, Tiffany Haddish e Elisabeth Moss , residentes do perigoso bairro de Hell’s Kitchen em Nova York e que são casadas com poderosos criminosos da máfia irlandesa . Das três, Kathy é a única que leva um casamento feliz, enquanto Ruby e Claire enfrentam diversos problemas conjugais. A vida das três esposas de mafiosas é transformada quando o FBI consegue finalmente prender seus maridos e desamparadas pelos demais membros da máfia, encontram como solução assumir a liderança dos negócios. O plano que parecia fácil encontra algumas dificuldades, fazendo que as ex-donas de casa se transformem em Rainhas do Crime capazes de tudo por sucesso dos negócios e garantia da lealdade.

Com muitos elementos que se remetem aos desenvolvimento de uma história em quadrinhos, o filme merece reconhecimento por conseguir levar as telonas uma HQ que não tenha heróis ou vilões como destaque e mesmo assim garantir a satisfação de fãs ao assistir. Fotografia e sonoplastia também estão entre os pontos altos. Rainhas do Crime estreia hoje nos cinemas.

Categories
CinemaEntretenimento
No Comment

Leave a Reply

*

*

RELATED BY