Crítica| Depois do Apocalipse (2017)

Aquela ótima sensação de garimpar qualquer coisa no seu catálogo de streaming e impressionar-se com um filme que você não daria nada Disponível no Amazon Prime Video, “Depois do...

Aquela ótima sensação de garimpar qualquer coisa no seu catálogo de streaming e impressionar-se com um filme que você não daria nada

Disponível no Amazon Prime Video, “Depois do Apocalipse” (Hostile) narra a história de sobrevivência de Juliet, perante a uma hecatombe química, aparentemente zumbi. O longa franco-belga de apenas 83 minutos é protagonizado Brittany Ashworth (Juliet) e escrito e dirigido por Mathieu Turi, um diretor relativamente novato mais conhecido por contribuições em Bastardos Inglórios (2009) e Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras (2011).

O filme possui duas linhas temporais, nas quais o passado descreve a vida de Juliet antes do apocalipse, já o presente expõe seu drama de sobrevivência dentro da cabine de um caminhão capotado durante a hecatombe. Portanto, há duas perspectivas.

As linhas temporais são muito bem amarradas criando um compadecimento com a personagem principal e suas motivações, e, acima de tudo, reforçando a justificativa do plot final. O diretor trabalha bastante o vermelho e amarelo durante as cenas dentro da cabine do caminhão, o que transmite uma sensação claustrofóbica muito eficaz.

Ponto positivo para as criaturas que fogem ao clichê “zumbi”, ainda que canibais.A trilha sonora não inova, mas funciona. Tudo sairia perfeitamente, mas a péssima atuação de Brittany Ashworth não passa as devidas emoções em situações chaves. Se não fosse a boa roteirização, talvez o longa fosse uma decepção.

Vale destacar a breve alegoria à peça teatral Pigmalião, de George Bernard Shaw (1913), que conta a história de uma mulher do povo transformada em mulher da alta sociedade por um homem culto. Uma história um tanto machista, contudo, bem adaptada à obra de Mathieu Turi tornando Juliet uma verdadeira “girl power”.

“Depois do Apocalipse” é um filme sem muitas pretensões que impressiona os desavisados. Esqueça-se de carnificinas zumbis, aqui o assunto é sobrevivência e drama sobre amor. Sim, o que ninguém espera ao assistir a um filme de apocalipse funciona neste caso, tudo isso aliado à pitadas girl power.

Categories
Fora de Cartaz
No Comment

Leave a Reply

*

*

RELATED BY